domingo, 26 de setembro de 2010

Georg Marcgrave

Georg Marcgrave não chegou ao Brasil holandês junto com Nassau, mas foi um dos mais importantes cientistas que esteve na corte do conde no Recife. Pouco conhecido do público em geral que normalmente apenas sabe dos pintores Post e Eckhout, Marcgrave foi o primeiro astronomo a fazer observações e trabalhos científicos no hemisfério sul.

Marcgrave nasceu em 20 de setembro de 1610 em Liebstadt, leste da Alemanha e estudou em diversas universidades da Europa. Dedicou-se a pesquisa em várias áreas como medicina, botanica, cartografia e astronomia. Indicado por Jan de Laet, da Universidade de Leiden na Holanda, Georg Marcgrave chega ao Recife em 1638.

Marcgrave fez um extenso levantamento da fauna e flora do Brasil holandês. O resultado desse trabalho foi o livro História Naturalis Brasiliae, em parceria com o médico e naturalista Willem Piso e publicado em 1648 na Holanda por de Laet, quatro anos após a morte de Marcgrave em Angola.

Tão importante quanto os feitos como naturalista foram os trabalhos de Marcgrave no campo da astronomia. Ele montou um observatório astronômico, o primeiro no hemisfério sul do planeta, na primeira casa de Nassau no Recife, hoje esquina da Rua 1º de Março com a Rua do Imperador.

Dentre as obras de Marcgrave é de extrema importância a observação e registro de diversos planetas e eclipses do Sol e da Lua com instrumentos cientificos (luneta, quadrante, sextante) e a partir desses dados o cálculo da distância entre a Europa e a América.

Nenhum comentário:

Postar um comentário