domingo, 22 de janeiro de 2012

A Maior Riqueza

Segundo os documentos oficiais da Coroa Portuguesa, a cana-de-açúcar (Saccharum officinarum) foi trazida para o Brasil em 1532 por Martin Afonso de Souza, donatário da Capitania de São Vicente. No entanto, existem relatos de que a produção de açúcar remonta a 1516 na feitoria instalada por Cristovão Jacques em Itamaracá.

O primeiro engenho do Nordeste foi fundado em 1535 por Jerônimo de Albuquerque em Pernambuco, sendo chamado de Engenho de Nossa Senhora da Ajuda ou Engenho Velho de Beberibe, próximo a Olinda.

O açúcar já era utilizado na Europa desde o século XIV como artigo de alto luxo, primeiro como remédio, ora como tempero e depois na confeitaria.

Com o desenvolvimento de novas técnicas de fabrico, as características do solo e do clima nordestino, e o incremento da mão-de-obra escrava, o açúcar atingiu enorme volume de produção no Brasil. Em sua esteira, o açúcar desenvolveu um verdadeiro império paralelo que envolvia tudo e todos, terminando por atrair os holandeses da Companhia das Índias Ocidentais inicialmente à Bahia e depois à Pernambuco onde permaneceram por 24 anos estendendo seus domínios do Maranhão ao Rio São Francisco, sem contar com inserções na África Ocidental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário